Ousadia aos 4 ventos

it. osare, friul. olsá, fr. oser, provç. ausar, esp. osar, port. ousar; empreender, tentar; ousar, ter audácia, atrever-se, arriscar-se, aventurar-se; poder, ter poder de; substantivo feminino: qualidade ou característica de ousado; arrojo, coragem.

Ousadia é a principal característica de todos aqueles que buscam superar os desafios e atingir novos alvos. Com sua ousadia, o homem conseguiu superar as adversidades e evoluir. As empresas que obtem sucesso em suas atividades Na história da humanidade, a ousadia foi o fator primordial para o avanço e a conquista do desconhecido.

Por mares nunca dantes navegados…

A descoberta do continente americano foi um exemplo de ousadia. Cristóvão Colombo foi um dos maiores exploradores da história, e é amplamente reconhecido como um dos primeiros europeus a liderar uma frota de navios até a América. Na verdade, convencido da possibilidade de alcançar as Índias navegando pelo ocidente, buscou em vão o apoio dos reis de Portugal, da Inglaterra e da França. Mas foi na espanha que ele obteve a aprovação de seu projeto. E com três caravelas foi de encontro a seu objetivo, atinguindo assim um continente que seria conhecido como o Novo Mundo.

Lançar-se rumo ao desconhecido pelo mar era uma ousadia tão ou mais perigosa do que foi a conquista da Lua meio século depois, em 1969.

Um pequeno passo para um homem, um salto gigantesco para a humanidade

A Lua sempre atraiu a atenção do homem. Há duzentos anos, em uma famosa obra de ficção intitulada “De la Terre à la Lune”, Júlio Verne escreve sobre um grupo de homens que viajou até a Lua usando um gigantesco canhão. Na França, Georges Melies foi um dos pioneiros do cinema, e em seu filme “Le voyage dans la Lune” (1902) acabou criando um dos primeiros filmes de ficção científica em que descrevia uma incrível viagem à Lua.

Depois da 2ª Guerra Mundial, os Estados Unidos e a União Soviética iniciam a chamada corrida espacial. Satelites, voos tripulados, e em 1969 o maior desafio foi atinguido: O homem chega até a Lua. A missão Apollo 11 pousou na superfície lunar em 20 de Julho de 1969. Neil Armstrong e Edwin Aldrin tornaram-se os primeiros homens a caminhar no solo lunar.

Ousadia para saltar contra o preconceito

Grandes atletas também demonstravam ousadia para superar todas as adversidades. Em 1936, durante as olimpíadas de Berlim em meio ao regime nazista, um negro ousou participar e se tornou o maior destaque dos jogos. Jesse Owens liderou a equipe americana de atletismo que ganharam as principais provas de atletismo, apesar de ser considerado “inferior e não-ariano”.

O negro mais famoso das Olimpiadas, a cada prova fazia desmoronar toda uma filosofia nazista, mostrando que não existia diferença entre as raças, o que existia apenas é o desejo de superar os obstáculos e se arriscar sempre em busca da vitória. Hitler suportou até quanto pôde. Saiu depois de Owens subiu ao pódio três vezes ao degrau mais alto olimpico para receber suas medalhas de ouro nas vitórias dos 100 e 200 metros rasos e no 4×100 metros. Em todas as provas estava o alemão, Lutz Long, o maior de todos os saltadores em distância da Europa.

Precisa trabalhar muito, mas muito mesmo, para vencer.

A história é feita de pessoas que se superam, que vão adiante além das adversidades. Lance Armstrong se tornou um dos maiores exemplos de superação da história do esporte. Seu físico privilegiado de nascença – ele absorve o dobro de oxigênio que um ser humano normal, seus músculos são mais eficientes quando submetidos a esforço e seu organismo produz menos ácido lático que o padrão – ajudou a transformá-lo no maior ciclista de todos os tempos, com nada menos que 6 títulos da tradicional Tour de France. Porém, este mesmo físico privilegiado o acometeu de um sério câncer.

Foram quase 3 anos de luta pela vida, até que depois de muitos altos e baixos, ele conseguiu voltar às competições, especificamente ao Tour de France de 1999, onde se sagrou campeão e definitivamente se viu 100% curado da doença.

Ousar é mais do que uma atitude, é uma caracteristica que mora no fantástico campo dos sonhos, de onde só sai quando a coragem e a bravura de desafiar falam mais alto. E somente com essa caracteristica o ser humando deixa de ser um ser e passa a ser um indivíduo. Ouse.

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: