Como executar Grandes Ideias?

Por Marla Tabaka, traduzido e adaptado por Eliezer Filho

Boas ideias podem se tornar fraquezas se não forem bem gerenciadas. As mensagens constantes que atravessam a mente dos empreendedores podem incluir pensamentos como: “Eu deveria mexer com isso.” “E se eu errar em alguma coisa grande?” “Tantas ideias, tão pouco tempo” “Eu gostaria de ter dinheiro para  fazer essa ideia acontecer, ela é tão boa.” Estas perguntas geram uma desordem cerebral que trará um caminhão de ideias a um ponto insuportável, antes mesmo de chegar na estrada de viabiliza-las, por isso vamos descobrir como descarregar a carga em excesso!

Nem sempre é fácil para o lado direito, o lado criativo do empreendedor, tomar uma sistemática. Mas é isso que temos que fazer para tirar essas ideias do chão. Então, seja sua ideia sobre um novo produto, marketing, outros fatores de crescimento ou oportunidades organizacionais, aqui estão algumas dicas para que ela avance, ou para tira-las de sua mente, de uma  vez por todas.

Tire ideias da cabeça e coloque no papel. Manter esse brilho todo das ideias no seu cérebro é desgastante – elas tem que sair! Comece classificando as suas ideias entre grandes e pequenas. Categorizar e priorizá-las com base em suas necessidades: Você precisa de receita imediata? Você precisa melhorar a sua marca? Do que você precisa para satisfazer as demandas dos clientes? Ou você simplesmente precisa ter mais diversão, utilizando a sua criatividade em uma nova maneira? Agora escolha UMA ideia (sim, apenas uma) e aplique algumas ou todas estratégias a seguir.

Examine e expanda. Quando a sua idéia está em seus estágios iniciais gera curiosidade  e também pressão. Ao invés de colocar pressão sobre si mesmo para encontrar uma maneira de fazer a ideia funcionar, basta perguntar “e se…”.

“E se essa ideia está no lugar certo agora, o que isso causa de diferente?”
“E se eu pudesse ver essa idéia como algo maior do que é agora, como é que fica?”

Apenas para se divertir, explore as opções dos diversos “e se” como uma criança pode explorar o parquinho infantil. O lúdico pode reduzir o estresse e permitir mais espaço para a criatividade.

Compare a sua ideia ou estratégia com a sua visão e missão. Existe sinergia? Será que realmente se encaixam com seus objetivos a longo prazo? Isso muda alguma coisa de uma maneira que você deve explorar ou não é apenas para confundir a imagem? É muito longe da marca ou ela se encaixa na perfeição com a foto grande?

Às vezes nós temos A “grande ideia” e estamos tão envolvidos na energia de tudo isso que nos levamos a perder de vista a nossa visão verdadeira. Seguindo por este caminho pode levá-lo fora de seu objetivo principal, por um desvio muito acidentado. Você pode ou não acabar no lugar certo!

Aplique os passos da análise SWOT em sua idéia. Desenhe um quadrante em um pedaço de papel ou anote as quatro categorias em seu mapa mental ou quadro branco. Forças (Strenghts), Fraquezas (Weaknesses), Oportunidades (Opportunities) e Ameaças (Threats).

Depois de examinar o seu conceito e listar tudo que você pode pensar em cada uma das quatro áreas, explore os seus pensamentos sobre o seguinte:

Existe perigo de uma força de se tornar uma fraqueza?
Você pode converter uma fraqueza a oportunidade?
As fraquezas podem ser minimizadas ou eliminadas?

Trazer estas informações para avaliar as oportunidades mais promissoras e as questões mais importantes é o lugar onde você vai encontrar o maior valor em uma análise SWOT. Então você pode ter a sua idéia ou levá-la fora de sua mente completamente.

Olhe para as últimas tendências. Se você está trazendo um novo produto ou serviço ao mercado, não é a forma nova, refrescante e criativa que você atende às necessidades dos clientes que importa? Será que suas ideias se destacam ou se perdem em meio ao caos? Novamente, explore suas ideias sem estresse para ver como você pode diferenciá-la ou melhorá-la em comparação as ideias dos concorrentes.

Faça reuniões de Brainstorm com amigos e colegas. Ser um empreendedor sozinho não significa por si só! Não queira levar sua ideia sozinho. Pergunte às pessoas criativas e estratégicas que trabalham com você e permita-se se divertir com eles. Lembre-se que você escolheu a si mesmo para ser seu próprio patrão, pois você ama liberdade. Estar colado às suas ideias de forma estressante transfora tudo em uma experiência não muito agradável!

Aqui está uma ideia divertida – Vá em algum lugar diferente para trabalhar com suas ideias.

Adoro trabalhar no lobby de um hotel decadente ou um café ou livraria que eu nunca estive. De alguma forma, isso cria um novo nível de emoção para o meu planejamento e brainstorming e realmente me ajuda a explorar esse lado lúdico. O que funciona para você?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: